sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O DIA DOS MÉDICOS

Leslie Aloan, Presidente do INASE


Salles, em seu livro “História da medicina no Brasil”, publicado em 1971 relata que até 1789, ou seja, quase 3 séculos após o descobrimento do país,  havia apenas 04 médicos exercendo a Medicina no Brasil, todos no Rio de Janeiro. 


Com a vinda da família real ao Brasil em 1808, houve a necessidade da organização de uma estrutura sanitária mínima, capaz de dar suporte ao poder que se instalava na cidade do Rio de Janeiro. Resumia-se, no entanto, ao controle de navios e saúde dos portos. A atenção ao indivíduo não era uma concepção à época.


No dia 18 de outubro comemoramos o Dia do Médico no Brasil e em outros países como Portugal, Espanha, Itália, Bélgica, Polônia e Inglaterra. Esta data foi escolhida em homenagem ao nascimento de São Lucas, o protetor dos médicos. São Lucas foi um dos seguidores de Jesus. Segundo a tradição, escreveu um dos livros dos Evangelhos e o livro de Atos dos Apóstolos. Nestes livros, contou muitas histórias de Cristo, inclusive algumas das muitas curas e milagres que presenciou. São Lucas estudou medicina em Antioquia (atual Turquia), e foi chamado pelo apóstolo Paulo de "amado médico" na epístola aos Colossenses. É considerado patrono dos médicos desde o século XV.


Nos Estados Unidos, o Dia do Médico (Doctor's day) é comemorado no dia 30 de março, data em que pela primeira vez que a anestesia foi administrada em um paciente, em 1842.


Na Índia, o Dia do Médico é comemorado dia 1° de julho, em homenagem ao grande médico indiano Dr Bidhan Chandra Roy. Foi Ministro-chefe de Bengal Ocidental. Estudou medicina na Medical College Calcutta of the University of Calcutta. Ele permaneceu no cargo por 14 anos como candidato do Congresso Nacional do Índio, de 1948 até sua morte em 1962, aos 80 anos.


No Irã, o aniversário de Avicena (mês iraniano: Shahrivar 1 = 23 de Agosto) é comemorado como o Dia do Médico nacional. Ele escreveu quase 450 tratados sobre uma ampla gama de assuntos, dos quais cerca de 240 sobreviveram. 


Em 3 de dezembro de cada ano, é celebrado o Dia dos Médicos na América Latina, em comemoração ao Dr. Carlos Finlay, que confirmou a teoria da " propagação da febre amarela pelo Aedes aegypti".

"Médico é um título. O exercício da medicina com amor, um dom divino."
Jaelson


Nenhum comentário:

Postar um comentário